Os incríveis Podcasts De Marketing Digital

Outubro é o mês de lembrar às mulheres a importância da prevenção do câncer de mama, a doença maligna mais comum entre elas, com cinquenta e seis 1000 novos casos no Brasil a cada ano, de acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer). É caso que existem os riscos inerentes à acordadas mulheres, como a genética e a história familiar.

“Uma dieta saudável, com pouca gordura e algumas verduras e legumes está relacionada à diminuição de risco de câncer em geral. Comer bem também impede o ganho de peso, o que está diretamente relacionado com o traço de montar o câncer de mama. Mulheres obesas ou com sobrepeso têm mais chances de ter tumores malignos na mama ao longo da vida”, reconhece a ginecologista e mastologista Juliana Pierobon.

A médica chama atenção bem como para a necessidade de realização de exames periódicos de mamografia por mulheres com mais de 40 anos. Esse checape pode detectar a existência de tumores que em vários casos não são percebidos durante o autoexame. É o caso, como por exemplo, do carcinoma oculto de mama. “Como médica voluntária do setor de mastologia do Instituto do Câncer de São Paulo, acompanho casos frequentes deste tipo de câncer em mulheres acima dos 40 anos encaminhadas do SUS. Já no consultório específico estes casos são raros. O carcinoma oculto da mama é uma forma rara de câncer de mama caracterizado por tua apresentação inicial com metástases nos linfonodos axilares.

  • Ticket médio de R$ 562,00
  • Agnaldo comentou
  • 4 Dicas para conceder um up no currículo profissional
  • Por que quarta-feira de Cinzas
  • Perda ou dificuldade para engordar
  • três ovos grandes
  • Pustulose exantemática aguda generalizada (PEGA)
  • 7- Qual é o Faturamento e o Tempo de Retorno

Pode não ser descoberto primeiramente no autoexame da mulher ou mesmo pelo médico ginecologista, por acometer especificamente as axilas e não as mamas. Muitas vezes a lesão é tão incipiente que só podes ser detectada com a realização de mamografia, ultrassom de mama e ressonância magnética. A biópsia do linfonodo axilar confirma o diagnóstico de células mamárias cancerosas”, explica a especialista. O carcinoma oculto de mama se retrata como tumoração ou massa endurecida na localidade das axilas, como uma íngua, podendo ou não ser dolorosa.

Em certos casos podes ser descoberto por palpação nas axilas ou graças a do aparecimento de gânglios suspeitos em exames de rastreamento, como a mamografia. É um tipo singular, correspondendo a somente 0,1 a 0,oito % de todos os cânceres de mama. Mesmo desta forma, é preciso atenção. “Devido ao acometimento dos gânglios linfáticos ser uma exposição pouco contínuo de câncer de mama, a maioria dos pacientes prontamente passou por vários especialistas e fez abundantes exames antes de vir ao mastologista. Isso talvez pode retardar o diagnóstico e assim como o tratamento, afetando o pressentimento da doença”, alerta a médica.

Mas nem sempre o aparecimento de gânglios nas axilas é perigoso. Todos nós temos gânglios de defesa à entrada de infecções nas regiões axilares. Porém, se um desses gânglios está crescendo, é novo ou não desaparece após várias semanas é preciso investigar. A médica Juliana Pierobon ainda chama atenção que, mais do que o autoexame das mamas, as mulheres devem fazer o que vem sendo chamado como “breast awereness”.